A galinha ruiva

Por Christiane Angelotti
(adaptação de conto do Folclore Inglês)


Ilustração: Scott Gustafson

Era uma vez uma galinha bem vermelhinha, ela vivia feliz com seus recém-nascidos pintinhos em uma fazenda. A fazenda era linda que só vendo. Havia um pequeno riacho de águas transparentes que cortava o pomar. No pomar,  muitas árvores, algumas macieiras carregadas de maçãs, um abacateiro, uma jabuticabeira e três laranjeiras com frutas tão cheirosas que deixavam o ar da fazenda perfumado.

Descendo mais à frente havia um vale com um milharal estonteante carregado de milhos dourados. Percebendo que o milho estava maduro, pronto para ser colhido, a galinha ruiva resolveu colher um pouco para fazer um bolo de milho. Era uma receita de família, que dava um pouco de trabalho para preparar, mas que certamente todos iriam gostar.

Era mesmo muito trabalho e ela precisava de bastante milho para o bolo. Precisaria de ajuda para colher a espiga do pé. Alguém para debulhar o milho. E realmente eram necessárias muitas espigas. Precisava de ajuda também para ajudar a moer o milho para fazer a farinha. Aí sim, poderia fazer o delicioso bolo.

Pensando na festa que seria preparar esse quitute, a galinha ruiva foi encontrar seus amigos, também moradores da fazenda.

— Quem pode me ajudar a colher o milho para fazer um delicioso bolo para nós? — Perguntou a galinha ruiva.

— Desculpe, mas eu não posso. — Disse o gato. — Estou cansado e com muito sono.

— Eu também não. — Disse o cachorro. — Estou muito ocupado.

— Eu é que não. — Disse o porco. — Acabei de almoçar, estou com a barriga muito cheia.

— Eu é que não. — Disse a vaca. — Está na hora de brincar lá fora.

E então, um por um, todos disseram não.

A galinha ruiva resolveu preparar tudo sozinha: colheu as espigas, debulhou o milho, moeu a farinha, preparou o bolo e colocou no forno.

Quando o bolo ficou pronto...

O cheirinho gostoso do bolo de milho atraiu os amigos que foram chegando um por um. Todos ficaram com água na boca.

Então a galinha ruiva disse:

— Quem me ajudou a colher o milho e debulhar as espigas para fazer o bolo?

Todos ficaram bem quietinhos, pois ninguém havia ajudado.

— Então quem vai comer o delicioso bolo de milho sou eu e meus pintinhos, apenas. Vocês podem voltar cada um para o que estavam fazendo antes!


E assim foi feito. A galinha ruiva e seus pintinhos aproveitaram o lanche e nenhum dos preguiçosos foi convidado.



ATIVIDADES COM A HISTÓRIA 
Na história "A galinha ruiva" as crianças testemunham os efeitos de serem pouco cooperativas e preguiçosas. Quando a galinha ruiva precisa de ajuda para fazer um bolo, os amigos animais que vivem com ela não cooperam e se recusam a fazer sua parte. No entanto, quando o bolo fica pronto, todo mundo quer comê-lo. Os animais aprendem que se não cooperarem e ajudarem no trabalho, não poderão participar da diversão.



Outras possibilidades com a história

Para fazer o boneco da galinha ruiva: Copo de plástico vermelho, penas vermelhas, feltro vermelho, olhos arregalados, papel amarelo( para o bico), cola.




Para dramatização: Chapéu de cartolina dos personagens




Fantoches de colher de pau:
Para contar a história da galinha ruiva










Proibida a reprodução do texto acima sem a autorização prévia da autora.