segunda-feira, 29 de outubro de 2018

FANTOCHES DE COLHER DE PAU





A colher de pau, aquele utensílio de cozinha, também pode se transformar em fantoches.
Além de ser fácil de fazer, as crianças podem participar de sua confecção e tem baixo custo.   
Importante aliado na Educação Infantil, o teatro de fantoches é um recurso que alia entretenimento e educação.
Os fantoches ajudam também na construção da identidade da criança.
O fantoche é um objeto inanimado que ganha vida com a ação do manipulador (Costa & Baganha, 1989).
Em seu livro sobre o teatro de fantoches e a infância, Leenhardt observa que o fantoche é um recurso de expressão libertador, é muito rico para o desenvolvimento das competências sociais. Pois a atividade com fantoches possibilita uma fonte de enriquecimento da linguagem da criança, através do diálogo dos bonecos; da precisão do seu gesto e do seu poder evocador, através da animação; da sua atividade manual.

Bibliografia:
Leenhardt, P. (1974). A Criança e a Expressão Dramática. Lisboa: Editoral Estampa.
Costa, I. A., & Baganha, F. (1989). O Fantoche Que Ajuda A Crescer. Porto: Edições ASA.


Algumas ideias para confecção de fantoches


Para contar a história da "Galinha ruiva". 
Quem irá ajudar a galinha ruiva a colher o milho para fazer um delicioso bolo?
















Fantoches de colher de pau para a história de "Cachinhos Dourados e os Três Ursos".











Que tal contar histórias usando fantoches de colher de pau e elementos para representar a palha, a madeira e os tijolos das casinhas dos três porquinhos?












Esses fantoches de bruxa e vampiro pode inspirar a criação de fantoches de histórias assustadoras!