segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Educação infantil em foco — #5

Por Lauri Cericato
Educador, consultor, palestrante e diretor editorial

Mordidas na educação infantil. O que fazer? O que significa?

Lauri Cericato responde perguntas dos leitores:

Mordidas? Essas ocorrências são naturais na Educação Infantil, porém não isenta a escola e os professores de fazer de tudo para que não se repitam. A mordida é uma agressão, provoca dor e deixa marca. Por isso, precisa ser combatida.

Para resolver a situação, o primeiro passo é identificar as situações em que acontece e seu significado: pode ser demonstração de carinho — por vezes, aprendida em casa, com os pais — ou de interesse pelo colega, disputa por brinquedo, irritabilidade, tédio e até um meio de chamar a atenção. Esta é a fase da exploração do mundo que ocorre por meio da via oral. 

Dicas do Para Educar de como encaminhar:
  • Transparência nas conversas. Reúna as famílias envolvidas e explique que as mordidas são comuns na Educação Infantil, mas que a escola está comprometida em evitá-las. Explique as intervenções feitas nesse sentido.
  • Conversar com as crianças envolvidas. Quando a mordida ocorre, acalme a vítima e, em seguida, explique para a outra criança que mordeu que seu ato resultou em dor e choro, mesmo sem a intenção de machucar. Assim, todos vão compreendendo que morder não é uma boa forma de se expressar.
  • Observar a repetição. A criança que mordeu deve seguir brincando com as demais. Fique próximo, redobrando a atenção e propondo novas formas de brincar. Jamais coloque a criança de castigo.

Se tiver dúvidas, mande suas perguntas para paraeducar.contato@gmail.com.

Lauri Cericato
Pai, educador, editor, consultor e palestrante na área de Educação.
Filósofo, Historiador e Pedagogo.