domingo, 5 de fevereiro de 2017

Para ver, ler e pesquisar sobre a infância — Dicas #5

Curta de animação

Mais cinco minutos é um curta de animação belíssimo do diretor Tom Yaniv, inspirado em sua filha. Síntese da importância da brincadeira na vida de uma criança.

A narrativa mostra uma menina brincando em um balanço no parque, enquanto em sua imaginação ela passeia por um mundo de fantasia e aventura.

Além de sua beleza, este curta nos serve para muitas reflexões.

Ver em:

Igualdade de gêneros

A ONG britânica Plan International Brasil criou o #desafiodaIgualdade, uma campanha que pretende chamar a atenção da sociedade brasileira para os pequenos hábitos que levam ao machismo e propor uma reflexão sobre a educação que é dada às crianças sob a ótica da igualdade de gênero.

Conceitos como "menino não chora", "menina não pode brincar de carrinho", "menina tem que fazer os serviços domésticos", "menino não pode usar cor de rosa" são estereótipos machistas criados pela sociedade e que acabamos reproduzindo muitas vezes sem perceber. Além de nocivo para as crianças, ajuda a perpetuar uma sociedade injusta e desigual entre homens e mulheres. 

No site da campanha desafiodaigualdade.org estão disponíveis materiais de apoio que visam sensibilizar, inspirar e apoiar os educadores (pais, professores e responsáveis), que podem contribuir, por meio da educação das crianças, com a mudança de pensamento e atitude da sociedade brasileira em relação às desigualdades de gênero no futuro.

Curta-metragem

Alike é um curta-metragem, de apenas 8 minutos, com uma mensagem linda e forte. Será que estamos escolhendo um caminho saudável para viver?

O curta, dirigido por Daniel Martínez Lara e Rafa Cano Méndez, foi indicado para o prêmio Cartoon d´Or 2016 junto com outros quatro curtas de animação europeus. Ganhou o Prêmio do Público no Festival 3DWire, em 2015.

Ver em:

Sinopse: Na correria do dia a dia, Copi é um pai que tenta ensinar a seu filho Paste o caminho correto. Mas...O que é o correto? Com muita sensibilidade e linguagem poética, a animação nos leva a refletir sobre a importância de observar mais as atitudes das crianças, que muitas vezes tentam se comunicar com o adulto e não são ouvidas. Também sobre o ambiente escolar que, com frequência, padroniza o comportamento dos alunos e acaba não alimentando a criatividade, a curiosidade e a fantasia infantis.

Entre tantas reflexões que Alike nos proporciona há também a questão do mundo adulto, no qual a produtividade e a quantidade, em detrimento da qualidade, ditam a forma de trabalhar e de existir. Vale a pena conferir!