segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Você sabia? – As pirâmides do Egito


Por Christiane Angelotti

Com certeza você já ouviu falar das pirâmides do Egito. Elas são construções muito antigas, datadas de mais de 4500 anos.

O Egito é um país localizado no norte do continente africano. E entre as pirâmides mais conhecidas estão as famosas pirâmides de Gizé, localizadas nos arredores da cidade do Cairo, capital do Egito.


As pirâmides foram construídas na antiguidade para guardar as riquezas dos faraós, que eram os soberanos do Egito, equivalente aos reis, e seus corpos mumificados. Parece algo bem estranho, não? Mas a mumificação era uma prática comum no Egito antigo, pois os egípcios acreditavam que um dia voltariam a viver no mesmo corpo.

A mumificação é uma técnica que, através de substâncias químicas, conserva o corpo depois da morte. Também foi utilizada por outros povos, e tinha várias etapas, sendo a última o ato de envolver o cadáver em bandagens, deixando assim o corpo com o aspecto das múmias que conhecemos pelos filmes.

Por estudarem e desenvolveram técnicas de mumificação, os povos egípcios acumularam muito conhecimento sobre a anatomia humana.

A cultura dos povos egípcios da antiguidade também era muito desenvolvida. Por serem muito religiosos e acreditarem em vários deuses (eram politeístas), eles registravam por meio de desenhos, pinturas e esculturas muitos dos rituais que faziam deixando um rico registro histórico.

Entre as inúmeras riquezas do povo egípcio, uma que até hoje deixa a todos perplexos são justamente as construções das pirâmides. Construir obras tão grandiosas e complexas envolve um alto conhecimento de engenharia e matemática, que até hoje, com toda a nossa tecnologia, seria algo difícil de realizar.

A base das pirâmides egípcias é quadrada, sua parte externa é composta por paredes revestidas por blocos de granitos polidos.  Não se sabe com certeza o porquê da escolha pela construção da forma piramidal. Estudiosos acreditam que pode ter relação com as formações rochosas naturais encontradas no deserto do Saara, a oeste do Egito, também em forma de pirâmides.  Ou simbolicamente, visto que a forma de pirâmides representaria o monte primordial a partir do qual os egípcios acreditavam que a Terra foi criada.

A maior das pirâmides do Egito, Quéops, também conhecida como a "Grande Pirâmide", foi construída em Gizé há mais de 4 mil anos com mais de dois milhões de blocos de pedra, sendo que cada bloco pesa de 2,5 a 15 toneladas cada. Media 146 metros de altura, mas atualmente mede 139 metros (por causa dos efeitos da erosão), o que equivale a um prédio de 49 andares, e até hoje poucos compartimentos de seu interior foram acessados, como a "Grande Galeria" e as câmaras reais, por apresentar risco de serem danificados. Os estudiosos procuram técnicas de microfilmagens, escaneamentos, entre outras para estudarem o interior delas.

Todas as pirâmides egípcias foram construídas na margem ocidental do rio Nilo, local onde ocorre o pôr-do-sol, o que era associado ao reino dos mortos na sua mitologia.

Necrópole de Gizé, onde estão localizadas as pirâmides de Quéops, Quéfren e Miquerinos.

Cerca de 100 mil trabalhadores foram selecionados para construírem as pirâmides de Gizé. E, ao contrário do que pensa o senso comum, eles não seriam escravos, e sim trabalhadores assalariados. Segundo estudiosos, cada pirâmide levou aproximadamente 30 anos para ser construída.

Simbolismo, misticismo e muitos fatos curiosos cercam essas construções que fazem parte das 7 maravilhas do mundo antigo.

Fontes:

Nenhuma matéria poderá ser reproduzida sem autorização prévia da autora.