sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Tangram

Conta uma antiga lenda chinesa que um dia um homem ao juntar pedaços de uma telha quebrada percebeu que elas podiam formar diversas figuras. Assim teria nascido o Tangram, uma espécie de quebra-cabeça que tem um número fixo de peças: cinco triângulos, um retângulo e um paralelogramo.


Sua origem exata não é conhecida.  No início do século XIX, o Tangram chegou à Europa e aos Estados Unidos, conhecido como quebra-cabeça chinês.

O Tangram é um jogo formado por sete peças. A diferença dele para os outros quebra-cabeças é que com as peças dos Tangram é possível formar várias figuras.

O professor deve propor para seus alunos que formem duplas, distribua para cada dupla dois conjuntos de peças do Tangram e um tabuleiro de grupo de figuras (para serem construídas). Os alunos devem estar de frente um para o outro.

Um dos jogadores, sem deixar que o outro veja, escolhe uma figura, e terá que dar dicas para que o outro, utilizando as peças do jogo, construa a figura escolhida. Deve ser estabelecido um tempo para a construção. Vencerá a dupla que construir o maior número de figuras.


Depois que acabar a competição, o professor poderá fornecer para as duplas o tabuleiro contendo as respostas das construções das figuras. Para construir as figuras é preciso utilizar todas as peças do Tangram, ou seja, cada figura é formada pelas sete peças.