sexta-feira, 21 de agosto de 2015

A história de um parque abandonado

Por Christiane Angelotti

No dia 15 de junho de 1970, o sonho de Grover Robbins, um empresário norte-americano, de inaugurar, em Beech Mountain, na Carolina do Norte (EUA), a Terra de Oz, foi realizado. Infelizmente, Robbins não consegiu ver seu projeto em funcionamento, falecendo seis meses antes da inauguração.

O parque The Land of Oz foi inspirado no livro O mágico de Oz. A inauguração do parque contou com a presença da atriz Debbie Reynolds, acompanhada por sua filha, a então desconhecida Carrie Fisher (a eterna princesa Leia de Star Wars).


Situado nas montanhas, o parque temático foi aberto originalmente para atrair as famílias para a cidade-resort e ajudar a manter os instrutores de esqui locais e trabalhadores empregados também nos meses de verão.

Em seu auge, chegou a receber cerca de 20 mil visitantes por dia, sendo o segundo parque mais visitado dos Estados unidos, ficando atrás somente da Disneyworld. Os visitantes podiam caminhar pela famosa estrada de tijolos amarelos, com Dorothy, seu cãozinho Totó, o Homem de Lata, o Espantalho e o Leão medroso, e passar por todas as emoções da jornada em busca do Mágico de Oz.

Um incêndio destruiu a Cidade Esmeralda, em 1976, e o atendimento lentamente diminuiu até fecharem o parque. A atração ficou em atividade por menos de 10 anos e foi abandonada desde então.

Esquecido, o parque tornou-se alvo de vândalos e ladrões até que em 1994 um projeto para revitalizá-lo começou a ser implantado. Atualmente, o parque está aberto à visitação.

Site do parque The land of Oz

http://www.landofoznc.com/