domingo, 11 de junho de 2017

As Festas Juninas

Por Christiane Angelotti

Festas juninas é como chamamos no Brasil as festas comemoradas no mês de junho. As festas juninas homenageiam três santos da fé cristã: Santo Antônio (dia 13), São João (dia 24) e São Pedro (dia 29).

A influência da colonização portuguesa na cultura brasileira é provavelmente a razão pela qual comemoramos as datas desses santos católicos. No entanto, a origem das comemorações dessa época do ano é anterior à tradição cristã.

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Por que ameaçar é tão prejudicial quanto gritar e bater?

Por Ana Flávia Fernandes

Os pais estão cada vez mais empenhados em corrigir e educar os filhos sem a necessidade do grito e da agressão. No sentido contrário a esse funcionamento, acabam buscando novos recursos para conseguir algo das crianças e, sem perceber, a conversa e os combinados acabam partindo de um lugar ameaçador.

terça-feira, 6 de junho de 2017

Para ver, ler e pesquisar sobre a infância — Dicas # 9

Brincar é mais do que diversão, é vital

Um dos pioneiros na pesquisa sobre o ato de brincar, Stuart Brown, diz que humor, jogos, algazarra, flerte e fantasia são mais do que simples diversão. Brincar bastante na infância gera adultos espertos e felizes — e continuar fazendo isso nos faz mais inteligentes em qualquer idade.




A publicação está disponível para download em PDF. São 50 páginas divididas entre as quatro letras do ABCD, com artigos, entrevistas, dicas e indicações de dentro do universo de cada tema. Parte do material é inspirado no primeiro encontro da Série Inspirações, que reuniu representantes dos núcleos da Aliança pela Infância, educadores e especialistas que falaram sobre cada letra desse abecedário e os artigos publicados são dos especialistas que participaram desse evento.

Estereótipos de gêneros

A experiência – uma iniciativa da organização Inspiring The Future, com criação da ação pela agência MullenLowe London – mostra a importância de ressaltar para as crianças sobre a não distinção de gêneros nas profissões.

Para saber como crianças pensam quando questionadas sobre o gênero de profissionais, uma escola em Londres, na Inglaterra, preparou uma ação surpresa aos alunos. Em sala de aula, as professoras pediram para que as crianças desenhassem um piloto de avião, um bombeiro e um cirurgião e como eles imaginavam que eles seriam na vida real. O resultado foi de 61 desenhos representando homens nas profissões solicitadas e somente cinco ilustrações mostrando mulheres nos mesmos papéis.

O objetivo da experiência era entender como as crianças pensam nessas profissões em relação ao gênero das pessoas que as exercem. 

O vídeo, que foi traduzido para o português pela Empodere Duas Mulheres, alerta para o fato de que os estereótipos de gêneros são definidos em um indivíduo entre os cinco e os sete anos de idade.



É uma plataforma on-line, gratuita, que existe para conectar filmes transformadores a espectadores que podem fazer alguma coisa para mudar o mundo. No acervo há diversos filmes e documentários separados por categorias que permitem ao usuário assistir on-line e programar e participar de exibições públicas. O Videocamp ainda oferece material de apoio.

terça-feira, 30 de maio de 2017

O mundo colorido de Eric Carle

Por Christiane Angelotti

É difícil falar sobre Eric Carle sem lembrar de cores, alegria, animais, insetos, criança e da Lagarta comilona. Lembrar de um ilustrador e escritor assim é mais que uma prova de que seu trabalho virou referência, entrou para o imaginário e, talvez possamos dizer, ganhou vida própria. Em seus livros Eric Carle combina o olhar puro e imaginativo da criança, com natureza, cores, formas, sensibilidade, diversão. Isto é arte!

Eric nasceu em Siracusa, Nova York, no dia 25 de junho de 1929.  Mudou-se ainda criança, aos seis anos, com os seus pais para Stuttgart, na Alemanha, terra de sua mãe, onde cresceu e se formou na prestigiada Academia Estadual de Belas Artes. Seu pai foi recrutado pelo exército alemão, em 1939, para servir na Segunda Guerra Mundial. Quando retornou para casa era um "homem morto, psicologicamente, fisicamente devastado", segundo palavras do próprio Eric.

terça-feira, 9 de maio de 2017

A importância da música na primeira infância

Por Christiane Angelotti

"Se fosse ensinar a uma criança a beleza da música não começaria com partituras, notas e pautas. Ouviríamos juntas as melodias mais gostosas e lhe contaria sobre os instrumentos que fazem a música. Aí, encantada com a beleza da música, ela mesma me pediria que lhe ensinasse o mistério daquelas bolinhas pretas escritas sobre cinco linhas. Porque as bolinhas pretas e as cinco linhas são apenas ferramentas para a produção da beleza musical. A experiência da beleza tem de vir antes". (Rubem Alves)

A música está presente em nossas vidas nas mais diversas atividades. Faz parte de cerimônias e celebrações, rituais religiosos e não religiosos, brincadeiras infantis.  A música é um meio de expressão cultural, já que transmite histórias e costumes dos povos, e expressão social, pois integra a sociedade em celebrações, festas e manifesta sentimentos. A música está presente nas histórias de todos os povos fazendo parte de ritos e cerimônias, como nascimento, casamento e rituais fúnebres.